SPAM

¿Cansado del Correo No Deseado?... ¡Qué Pena!. Regulación del Spam y Excesiva Protección a los Consumidores.

Con fecha 12 de Abril de 2005 fue publicada en el Diario Oficial El Peruano; la Ley No. 28493 denominada "Ley que Regula el Uso del Correo Electrónico Comercial No Solicitado (SPAM)"; la cual pretende otorgar soluciones al creciente problema del correo no deseado que viene saturando nuestras bandejas de entrada.

La Cultura de la Ciberseguridad: indispensable elemento para el desarrollo de los pueblos con menor desarrollo

Pierre Joseph Proudhon, filósofo socialista de origen fránces, señalaba que la paz obtenida con la punta de la espada no es más que tregua. Es precisamente eso lo que las medidas sancionadoras y las disposiciones prohibitivas implementadas en el mundo para el combate al Spam lograrían.

O Spam à luz do Código de Defesa do Consumidor

O expressivo crescimento da rede mundial de computadores, a Internet, tem levado os estudiosos do Direito a se debruçarem sobre novas questões que surgem com a mesma velocidade em que se navega pelo world wide web.

             Atualmente, está se tornando comum no ambiente virtual uma prática extremamente preocupante, posto que, conforme dados fornecidos pela Associação Brasileira de Provedores de Acesso, Serviços e Informações na Internet do Rio (Abranet), propicia um prejuízo mensal no mo

Spam: uma abordagem crítica

A mensagem não solicitada, enviada por e-mail, atualmente também atende pelo nome de spam.  Mas para ser caracterizada assim é necessário também que ela tenho conteúdo comercial. Suas conseqüências são problemáticas, não somente para os usuários de e-mail, mas também para provedores de Internet.

Deve-se lembrar que, para se ter acesso à Internet, é necessário pagar por ele. Mesmo que se use um provedor gratuito, ainda há custos para completar o acesso.

El SPAM: un problema real

Hoy en día, nos enfrentamos a un fenómeno que ha causado un descontento global y que cada vez se vuelve más difícil de controlar; efectivamente, nos referimos a la publicidad no solicitada y que nos satura nuestros buzones de correo electrónico.

Pages